PC prende ex-gerente por envolvimento em assaltos ao Bradesco

Francys Johnn Almeida de Melo, de 23 anos, teria participado fornecendo senha do cofre

213095_ext_arquivo

Nesta segunda-feira (1), a Polícia Civil cumpriu mandado de prisão em Olho d’Água das Flores e deteve um ex-gerente do banco Bradesco de São José da Tapera por envolvimento em dois assaltos à agência, ocorridos nos dias 2 de setembro e 23 de outubro de 2015. Na segunda ocorrência, o ex-funcionário forneceu a senha do cofre e os bandidos levaram quantia em torno de R$ 700 mil.

O mandado de prisão preventiva foi expedido pela 17ª Vara Criminal da Capital em desfavor de Francys Johnn Almeida de Melo, de 23 anos, alagoano nascido em Batalha. O delegado Felipe Caldas, responsável pela Seção de Combate aos Roubos a Banco (Serb) coordenou a operação.

No primeiro roubo, realizado em setembro, eles levaram R$ 50 mil, e outro funcionário da agência que também participava do assalto atrapalhou o bando a levar mais dinheiro. Já em outubro, além da quantia de R$ 700 mil, os suspeitos furtaram o Stand Alone, recurso de videomonitoramento com todas as imagens de segurança.

Ele despertou a atenção da polícia após ser demitido em novembro de 2015. Como gerente, ele não poderia ter contas em outros bancos, o que foi descoberto pela agência. Em outubro, o bando também tentou despistar a utilização da senha no roubo usando explosivos para tentar enganar a polícia. O uso da senha, informação que o gerente da agência possui, foi outro fato que levou os agentes a investigar Francys Johnn.

Francys depôs pela terceira vez nesta segunda-feira. Nas duas vezes anteriores ele entrou em contradição sobre diversos pontos de sua história. Após depor, ele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal e em seguida para a Casa de Custódia, no bairro do Jacintinho.

Ele afirmou que no primeiro assalto levaram uma agenda dele que continha a senha, o que explicaria a utilização do código no segundo roubo.

Outra questão citada pelo delegado Ronilson Medeiros, da Gerência de Recursos Especiais da Deic (Divisão Especial de Investigações e Capturas), foi que o segundo funcionário com envolvimento chegou a apanhar dos suspeitos durante o segundo assalto.

A investigação sobre os assaltos segue em andamento, mas outro envolvido no mesmo bando que assaltou o Bradesco de São José da Tapera também foi preso. Outros dois morreram em troca de tiros com a polícia no Sertão. A quadrilha tinha base em Campo Alegre e envolvimento de pessoas do estado de São Paulo.

Tribunahoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0