Coisas estranhas que fazemos enquanto dormimos

noticia_42020

‘O Sonho, a Normalidade e a Doença’ é um livro escrito pelos médicos espanhóis Eduardo Anitua e Joaquín Durán-Cantolla, que revelam imensas curiosidades relacionadas com o sono. Fique a par de oito coisas que podem acontecer enquanto dorme.

Mexer as pernas ou dar leves sacudidas esporadicamente, no início do sono, é totalmente normal. Quando os movimentos se tornam frequentes e repetitivos pode ser um sinal de síndrome das pernas inquietas. Os antidepressivos, anti-histamínicos ou medicamentos para dormir podem acentuar a doença.

Quem nunca bateu no parceiro da cama a meio de um pesadelo? É algo perfeitamente normal, mas a normalidade transforma-se em patologia quando a ação é frequente e exagerada – transtorno comportamental durante o sono REM. Manifesta-se, particularmente, em homens acima dos 50 anos e surge na segunda parte da noite, quando se têm sonhos angustiantes de perseguições ou desastres e, por isso, se responde fisicamente ao sonho.

Ter ereções acontece na fase REM do sono, na qual surgem as fantasias. É um sintoma de boa saúde sexual. A doença é evidenciada exatamente na situação oposta, ou seja, quando não ocorrem ereções durante o sono. A razão da impotência pode ser descoberta através da ereção durante o sono. Se for um problema médico (orgânico), não há ereção, mas, se for algo psicológico, ocorre ereção ao dormir.

Quando dormimos, a garganta tende a fechar com a inspiração, mas o organismo dispõe de reflexos para evitar o colapso. Uma pausa de um ou dois segundos não causa problemas, mas pode ser grave caso exceda os dez segundos. O distúrbio é conhecido como apneia do sono, um problema que causa sonolência diurna e fadiga.

Roncar. Não é considerada uma doença, mas sim um problema social produzido pela vibração dos tecidos da garganta. Nesta situação, é o seu parceiro quem mais sofre. O problema aumenta com a idade até aos 60 anos. É possível tratar o ronco com dispositivos intraorais que produzem um deslocamento discreto da mandíbula.

Apesar de ser estranho que se fale enquanto dorme, os sonilóquios – designação médica – não são algo patológico. Quando se dorme, perde-se o tónus muscular, mas há pessoas que não perdem e conseguem falar ou até mesmo caminhar enquanto dormem.

Levantar-se e caminhar é um sinal de sonambulismo. Acredita-se que tenha uma base genética. Não é algo patológico, mas um transtorno do movimento que é frequente nas crianças. Não se deve acordar um sonâmbulo, mas conduzi-lo suavemente de volta à cama para evitar assusta-lo ou que reaja com pânico. Costuma desaparecer na adolescência, no máximo até aos 20 anos.

Há pessoas que se levantam durante o sono para comer e vão diretos aos alimentos mais calóricos. Este transtorno é mais frequente nas mulheres e nas pessoas obesas. Ainda não existem causas que expliquem com clareza este fenómeno.

Mood

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0