Para impulsionar o mercado de carne, Adeal vai aderir ao Sistema Brasileiro de Inspeção

Para fomentar e qualificar a produção de origem animal em todo o território alagoano, o Governo do Estado, por meio da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), irá aderir ao Sistema Brasileiro de Inspeção (Sisbi). A implantação padroniza e harmoniza os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal para garantir a inocuidade e segurança alimentar, e consequentemente impulsiona a economia em todo o estado.

Com o Sisbi, os produtores irão poder comercializar seus produtos para todo o território nacional. É um benéfico para os produtores de alimentos, pois antes de sua existência havia limitações que impediam que produtos produzidos em um estado brasileiro, por exemplo, não poderiam ser comercializados em outro.

Para isso, a Adeal vai estruturar e capacitar servidores para trabalhar, auxiliando os produtores a se habilitarem no sistema. Para conseguirem a habilitação, as empresas precisam atender aos requisitos de padronização e harmonização dos procedimentos de inspeção de produtos de origem animal para garantir a inocuidade e a segurança alimentar.

A Adeal já garantiu todos os investimentos necessários junto ao governador Renan Filho, para a adesão do sistema em Alagoas, como também realizou as análises acerca da infraestrutura administrativa do órgão, além de já dispor de uma Minuta de Lei, que é uma das principais exigências do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que servirá como base para todo processo de implantação.

Para a adesão do Sistema, a Agência de Defesa Agropecuária avança com a implantação de um Comitê Gestor, onde todos os membros farão parte da estruturação do Sisbi em Alagoas.

O Sisbi

O Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA) faz parte do Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária (SUASA), ele padroniza e harmoniza os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal para garantir a inocuidade e segurança alimentar.

Para obtê-lo, é necessário que o estado comprove que têm condições de avaliar a qualidade e a inocuidade dos produtos de origem animal com a mesma eficiência do Ministério da Agricultura. O Mapa, por intermédio do Serviço de Inspeção Federal (SIF), é o órgão coordenador do Sistema.

Os requisitos e demais procedimentos necessários para a adesão ao SISBI-POA já foram definidos pelo Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (DIPOA) do Mapa.

Ascom – 04/06/2019